sábado, 17 de novembro de 2007

EsPeRaNçA


Esperança
Mário Quintana
Lá bem no alto do décimo segundo andar do Ano
Vive uma louca chamada Esperança
E ela pensa que quando todas as sirenas
Todas as buzinas
Todos os reco-recos tocarem
Atira-se
E
— ó delicioso vôo!
Ela será encontrada miraculosamente incólume na calçada,
Outra vez criança...
E em torno dela indagará o povo:
— Como é teu nome, meninazinha de olhos verdes?
E ela lhes dirá
(É preciso dizer-lhes tudo de novo!)
Ela lhes dirá bem devagarinho, para que não esqueçam:
— O meu nome é ES-PE-RAN-ÇA...

5 comentários:

Rafeiro Perfumado disse...

Dirá se não cair de cabeça, claro...

FM disse...

Pena que nem sempre o "voar" corresponda, em termos de resultados, às expectativas ou desejos... mas enquanto há esperança... (sorriso)
Gostei do Blogue. Parabéns.

vsuzano disse...

Esperança ? Eu sou assim sou optimista...por natureza...se as coisas estão mal...tenho esperança que fiquem melhor, se estão bem, espero que ainda fiquem melhor...e claro a esperança é sempre aquela coisa que vai morrer comigo...

Beijos para as donas deste blog

Miudaaa disse...

De mão dada com a esperança, hoje e sempre!!!

Beijo :-)

Santa's Litle Helper disse...

O vosso espaço é adorável e cheio de paz e espirito.


Bjos